Oct. 7, 2009

A chegada

O ruim de recomecar apos quase quatro meses (o teclado esta desconfigurado) eh ir lembrando do que se passou porque muita coisa mesmo aconteceu e tem acontecido desde a nossa chegada. Lembro que depois que Robinho foi nos buscar no aeroporto, ele parou ali perto do Prince's Island, numa rua alta que da pra ver a cidade e mostrou o lugar que a gente escolheu pra morar.

Ficamos um tempinho parados contemplando a vista e nesse momento eu agradeci mentalmente pela oportunidade de viver tudo isso. A primeira vista, o centro de Calgary parece imenso, mas aos pouquinhos voce vai descobrindo que nem eh tao grande assim, que predios altos com suas janelas de vidro, dividem espaco com contrucoes mais antigas. Que voce pode passear em qualquer direcao e voce vai sempre encontrar uma praca linda, um jardim ou o Prince's Island.

No inicio, a gente nao sabia pegar o C-train, claro. Robinho explicou umas trocentas vezes mas, com medo de se perder (logo mais a gente descobriria que eh muito impossivel se perder aqui no centro), a gente andava e andava e andava. No final do dia, a gente estava tao cansado que parecia que tinhamos vivido uns 10 anos em 12 horas. Mas eu nem posso dizer o quanto isso foi bom. Conhecemos muitos lugares da cidade em apenas alguns dias, conseguimos tirar toda a nossa documentacao em tempo recorde e ainda achamos nosso apartamento em um lugar muito legal para quem nao tem carro e tem ciencia que mora em uma cidade fria a maior parte do ano.

Falo mais aqui do centro porque eh onde nossa vida acontece, mas tivemos a oportunidade de conhecer outros lugares mais afastados gracas aos amigos que ja chegaram ha um tempo e moram por la. Cada lugar mais lindo que o outro. Sabe aquelas ruas de filme, com casinhas uma ao lado da outra, sem muro e com criancas brincando na frente? Isso eh uma realidade aqui.

Em pouco menos de uma semana a gente teve certeza que escolhemos o lugar certo para viver e a cada dia, como voces vao poder ver, a gente gosta mais e mais daqui.