Dec. 31, 2009

Wishes



Nos vemos em 2010 ;)

Cheers!

Dec. 29, 2009

Natal & Boxing Day

Por aqui o Natal foi maravilhoso: uma festa linda, repleta de amigos, neve e luzes coloridas. Quando passamos em frente as casas, parece cenario de filme aquelas luzinhas piscando, boneco de neve e tudo bem branquinho. A gente adorou!


Foto: Remigalu

No outro dia, temos o Boxing Day, que eh feriado aqui. Nesse dia, as lojas colocam precos bem baratinhos nos produtos para atrair milhares de consumidores. Aqui nao foi diferente, a maioria das grandes lojas abriram as 5 da manha ja com filas! Eletronicos sao os mais procurados e la pelo meio do dia, eh bem possivel que voce nao encontre nada do estoque em promocao. Esse ano, o movimento nos shoppings foi grande e para muitos eh a prova de que a economia comeca a melhorar novamente.

Eu e Joao fomos ao cinema de noite (assistimos Sherlock Holmes e eh oootimo) e aproveitamos para passear nas lojas antes da sessao. O que vimos foi muita gente ainda no shopping, sacolas e mais sacolas nas maos e algumas lojas com portas fechadas pela quantidade de gente que ja estava dentro. Achamos algumas coisas legais, diversas prateleiras ja vazias e alguns precos com 3 dolares de desconto apenas.

A melhor opcao nesse dia? Cyber Boxing Day. Funciona da mesma forma e na maioria das lojas voce ainda pode pedir pra entregar no endereco fisico da loja sem custo algum. Sem filas e sem frio!

Dec. 23, 2009

Ho Ho Ho


Um beijo, um brinde e um abraço,

Cau e João

Dec. 17, 2009

Eggnog

Eu sei que estou falando muito de comida, mas eh que essa epoca tem tanta coisa diferente para experimentar que fica impossivel nao querer compartilhar aqui. Sexta-feira, o departamento Legal daqui da empresa decidiu ficar andando com um carrinho tipo aqueles de restaurante, servindo eggnog e donuts para desejar Feliz Natal aos funcionarios.

Eggnog eh uma bebida bem popular nessa epoca de fim de ano. Como eu nao tinha visto antes no supermercado, acho mesmo que ela eh vendida apenas durante esses meses. Ele pode ser bebido puro ou com bebida alcoolica, para ajudar a esquentar nesses dias gelados. Apesar de nao termos eggnog em terras tupiniquins, ele eh bem comum no Canada e nos Estados Unidos.

Google Images

Eu ja soube de manha que ia ter isso e fiquei preocupada porque nunca tinha bebido eggnog na vida mas qualquer coisa que tenha ovo e que eu tenha que beber, ja nao me atrai muito. Procurei na Internet uma receita de eggnog para ver o quanto eu ia desgostar, mas vi que a bebida leva canela e fiquei torcendo pra que esse gosto se sobressaisse.

Quando eles chegaram na minha mesa, ofereceram o eggnog puro ou com rum. Aceitei o puro e peguei umas 3 bolinhas de donuts para comer caso a bebida fosse muito ruim. Como eles sabiam que era a primeira vez que eu estava bebendo, ficaram esperando eu dar o primeiro gole e a verdade eh que a bebida nem eh tao ruim assim so que realmente nao eh pra mim. Ele ja vende pronto em caixinhas durante essa epoca ou pode ser feito em casa. Para quem quer tentar, aqui vai a receita:

Traditional Eggnog Recipe

12 eggs, separated
6 cups milk
2 cups heavy/ thickened cream
2 cups bourbon (optional)
1+ ½ cups sugar
¾ cup brandy
2 teaspoons ground nutmeg

In a large bowl and using a mixer, beat the egg yolks together with the sugar for approx 10 minutes (you want the mixture to be firm and the colour of butter).

Very slowly, add in the bourbon and brandy - just a little at a time.

When bourbon and brandy have been added, allow the mixture to cool in the fridge (for up to 6 hours, depending on how long before your party you're making the eggnog).

30 minutes before your guests arrive, stir the milk into the chilled yolk mixture.

Stir in 1+ ½ teaspoons ground nutmeg.

In a separate bowl, beat the cream with a mixer on high speed until the cream forms stiff peaks.

In yet another bowl, beat the egg whites until stiff peaks form.

Gently fold the egg white mixture into the egg yolk mixture.

Gently fold the cream into the egg mixture.After ladling into cups, garnish with the remainder of the ground nutmeg.

Serves: 8.

Dec. 16, 2009

Cookies Exchange

Ha um mes atras, recebi um e-mail de uma das garotas da empresa, perguntando quem gostaria de participar da troca de cookies que as mulheres fazem todo ano aqui no escritorio. Como eu procuro sempre participar das atividades que o pessoal propoe aqui, para ficar mais adaptada, para conhecer melhor as pessoas com quem eu convivo diariamente, para treinar o idioma, enfim, decidi responder dizendo que participaria do evento.

Fiquei pensando em milhoes de possibilidades quanto aos cookies pelos seguintes motivos: 1) Eu definitivamente nao sou boa cozinheira; 2) Eles fazem isso desde que eles tem 2 anos de idade e 3) Se eu comprar pronto vai parecer muito nao-natalino da minha parte. Decidi procurar uma receita legal e que fosse nivel zero, ou seja, pessoas que nao sabem a diferenca entre um fue e uma escumadeira. Achei um site lindo com varios tipos de cookies que nao seria muito impossivel de fazer, mas ainda assim nao queria me aventurar muito, ja que eu teria que dar eles para outras pessoas. Nesse ponto, eu ja tava arrependida de ter respondido o e-mail, quando chega outro dizendo que teriamos tambem um potluck, que significa que cada um traz um prato de casa para dividir com as outras pessoas. Ok, tudo sempre pode ficar pior.

Fui ao supermercado atras de ideias para os meus cookies, quando encontro na prateleira, uns saquinhos com a massa do cookie ja pronta, tendo apenas que acrescentar outros ingredientes, fazer as bolinhas e voila! Claro que comprei um saquinho desses para fazer para Joao, minha cobaia. Achei chato fazer as bolinhas dos cookies porque nao tinha muita nocao do quanto eles cresceriam e alguns acabaram ficando do tamanho de uma mini-pizza, mas ficaram gostosos e eu decidi que ia com eles mesmo. Dessa primeira vez, tinha comprado com sabor de chocolate chips, mas vi que tinha chocolate com pedacos de chocolate e fiz na segunda vez desses mesmo porque quem nao gosta de chocolate ne?

Cookies de chocolate com pedacos de chocolate dentro

Comprei papeis coloridos, fitas e adesivos e fiz os saquinhos porque apesar de nunca ter participado de uma troca de cookies, sei que o pessoal daqui adora um trabalhinho manual (e eles sao realmente muito bons nisso). Queria ter enfeitado mais, mas acho que eles ficaram com carinha de Natal. Hoje era o dia da troca. Levei meatloaf comprado do Safeway (ate pensei em levar alguma brasilidade, mas depois fiquei com medo que o pessoal nao curtisse muito) e ainda bem que todo mundo gostou. Ate me perguntaram se era uma receita da familia, no que eu respondi honestamente que so se fosse a familia do rapaz do supermercado que fez. Achei melhor porque imagina se me pedissem depois a danada da receita? (rs)

Os cookies embalados

Voltando a troca, achei diferente mas bem divertido. Como eu ja tinha suspeitado, alguns fizeram superproducoes nas embalagens e alguns cookies eram lindos! Tambem teve quem comprasse pronto e quem mandasse a vizinha fazer. Eu pedi compreensao ja que no Brasil a gente nao tem o costume de fazer cookies e que essa era a minha primeira vez (elas ficaram espantadas com esse fato). Depois, comemos o almoco juntas, papeando besteira e conhecendo mais umas as outras. Como eu tive que voltar a trabalhar, acabei nem comendo a sobremesa e hoje vim pra casa com varios biscoitos diferentes. Joao adorou isso!

Cookies que ganhei (tem de pimenta, ginger bread, manteiga de amendoim...)

PS: Como eu gostei da experiencia, vou fazer mais alguns para dar aos nossos amiguinhos daqui. Certeza que eles vao gostar :)

Dec. 15, 2009

Banff

A gente ja foi em Banff duas vezes: uma no verao e outra agora no inverno. Banff eh a maior cidade no Parque Nacional de Banff, em Alberta Rockies. Ela eh cercada de montanhas e fica a 126KM de Calgary, onde moramos. Considerada um dos cartoes postais da provincia, Banff tem diversas atracoes turisticas pra quem gosta de esquiar, patinar, mountain bike, fazer caminhadas ou simplesmente apreciar a vista.


Os moradores cuidam bem da cidade e a renda vem quase toda atraves do turismo. Soubemos que existe uma selecao para quem deseja morar la, precisando preencher um formulario com antecedentes criminas para ser aprovado atraves do Conselho da Cidade. Quase um processo de imigracao ne? (rs)

Esse fim de semana fomos para la e ficamos encantados com tudo. Eh uma visao completamente diferente de quando fomos da ultima vez. Fica aquele clima de cidade pequena, com casinhas de boneca e seus tetos cheios de neve... parece ate filme de sessao da tarde, que passa durante o Natal (e aqui passa diariamente desde novembro, mas eu nao reclamo porque eu adoro).


Apesar do frio, deu pra gente dar uma volta na cidade e conhecer algumas coisas que nao vimos da ultima vez. Tem um mini-shopping la bem bonitinho e que apesar de ser mini, tem uma Louis Vuitton dentro, conhecemos tambem uma candy store deliciosa que tem por la, com os mais variados tipos de doces: bombom salgado, doce que explode na boca, pastilha que faz espuma e uns chocolates artesanais que so de olhar, voce ja fica babando e tem vontade de levar todos pra casa. Tem umas macas do amor lindas tambem, mas que nem deu pra tirar foto e gracas a "isso", temos mais motivos pra voltar la.


Cascade Plaza

Welch's Chocolate Shop

Ali perto, tambem tem os famosos Lakes Louise e Moraine, mas tambem nao fomos dessa vez por falta de tempo e com medo de estar tudo congelado e ruim pra passar de carro. A gondola, uma cabine suspesa que te leva ate o alto da montanha durante 8 minutos de uma vista espetacular, nao estava funcionando e a gente acha que foi o frio porque ela nao eh aberta entao imagina que a gente ia congelar la em cima! A vista eh linda, mas nao merece tanto esforco (rs).

Da proxima vez, iremos com nossos amigos para passar mais um dia agradavel nessas montanhas lindas. Um otimo motivo para tomar um vinho!

E amanha tem troca de cookies aqui na empresa. As mulheres fizeram isso ano passado e esse ano resolveram repetir a dose. Vamos ver no que vai dar... continuo no proximo post.

Dec. 9, 2009

Os problemas que a neve traz

Eu sabia que a neve traz junto com ela bem mais do que lindas paisagens congeladas, mas nao imaginei que aqui em Calgary ela trouxesse tanta repercussao negativa. Todos os dias temos visto nos meios de comunicacao, pessoas revoltadas com o servico de remocao da neve nas ruas e estradas da cidade. Segundo alguns moradores de ruas estritamente residencias, eles mesmos tem que retirar a neve ja que os veiculos que fazem este trabalho nunca chegam la.

Como moramos em downtown e nossa garagem eh coberta, nao temos tido nenhum problema para nos locomover por aqui, mas entendemos que isso eh uma realidade nossa ja que varios amigos que moram em lugares mais afastados estao tendo problemas com carro atolado e ate porta de casa atolada! Uma das meninas que trabalha comigo, sofreu anteontem um acidente por conta das estradas escorregadias ou slippery como eles falam.

Pelo que tenho ouvido/lido, muitos culpam os politicos pela falta de investimento nessa area, outros culpam os trabalhadores que nao se esforcam muito em cobrir algumas areas da cidade, mas a verdade eh que Calgary tem 24 milhoes de dolares anualmente para limpar a cidade durante esta epoca, o que - segundo o governo - daria para manter 8.000 km de estrada. O problema? Calgary tem mais de 14.000 km!

O Conselho da Cidade ainda esta resolvendo como vai nos tirar dessa neve (em pleno inverno), e o meu medo eh que eles aumentem os impostos ja que a cada 9 milhoes de dolares gastos, 1% eh aumentado em taxas.

Esse fim de semana teremos temperaturas super baixas. As maximas nao vao ultrapassar -23 C e hoje teremos uma 'gostosa' sensacao termica de - 35 C. O meu consolo, eh saber que a neve tambem chegou pros lados de Toronto, Montreal e nao estamos mais sozinhos nessa (rs).



Try to stay warm!

Dec. 8, 2009

Futebol

Claro que o Joao eh craque do futebol!!! E nem estou dizendo isso porque eu sou esposa, como alguns sugeriram (rs). Diretamente do Palhas do Coqueiro para o Canada, Joao ja jogou em time de camaronense e agora brilha no Alberta United, sendo o artilheiro da equipe com 3 gols no campeonato!

No inicio, Joao - que eh viciado em futebol - ficou procurando time para entrar por aqui, mas o pessoal joga distante e canadense mesmo, ate agora a gente viu poucos entrando em campo. Durante o curso no CCIS, conhecemos uma pessoa otima, de Camaroes, que mencionou durante uma aula que o marido jogava num time por aqui. Eu ja me intrometi na conversa e disse que o Joao tambem adora jogar e que estava procurando um time para entrar e ela prontamente passou o telefone do marido pro Joao e assim comecou.

Imaginem a cena, um monte de camaronense, falando frances e Joao no meio deles. Pois participou de todo o campeonato contra outros times da Africa e so nao continuou a jogar com eles, porque a inscricao para o futebol indoor durante o inverno era muito cara. Segundo o Joao, os jogos eram bem parecidos com os que ele jogava la no Brasil, somente os xingamentos e as faltas que sao mais comedidas (frustrando Joao algumas vezes que ele queria gritar uma palavrinha feia pra 'desabafar').

Depois de um tempo parado, o Joao conversando com o chefe sobre esportes - o chefe dele, como todo canadense, eh fanatico por hockey, claro -, ele disse que o cunhado jogava num time que estava precisando de mais um jogador. Joao topou na hora e foi la conhecer o estilo deles que eh totalmente diferente, bem showbol - meaning a bola nunca sai. Fui ve-lo jogar uma vez (queria mesmo saber porque esse povo so joga distante do centro da cidade), para tirar umas fotos, e claro que meu marido fez um gol pra mim. O time nao eh muito bom - ele vai odiar ler isso -, mas ja disse a ele que o importante nao eh competir, eh ele estar sempre conhecendo pessoas, se exercitando e marcando um golzinho de vez em quando, porque ca pra nos: ele eh o melhor (rs).

A estrutura do negocio eh bem bacana e o lugar tem placar eletronico, vestiario, arquibancada, enfim, eh super profissional. Joao fez uma carteirinha e agora ele eh associado a CUSA (Calgary United Soccer Association). Ser socio eh uma condicao que os organizadores do campeonato impoem aos times.

Fotos dele jogando, la no picasa.


E hoje eh o aniversario da minha amiga Fabia! Comemoramos juntas o meu aniversario la em Recife e agora estamos juntas novamente aqui em Calgary, felizes e realizando nossos sonhos... acho que ela nao poderia pedir presente melhor!! Parabens!!

Dec. 7, 2009

Holiday Shopping

No Sabado, depois de muita insistencia, Joao concordou em ir ao Chinook comigo. Na verdade, ele so foi porque um amigo nosso mora no quintal do Chinook e eles poderiam ficar jogando video-game enquanto eu fazia minhas compras. Esse ano, participamos de um amigo secreto na casa da familia Barros e fui comprar os presentinhos dos nossos sorteados (eu sei que marido e mulher nao podiam saber um do outro, mas Joao nao nasceu pra comprar, entao sobrou pra moi a tarefa).

Tuuuuuuudo em promocao. Caraca! O pessoal aqui leva a serio esse negocio de promocao, entao eh cada precinho otimo, que da vontade de voce levar tudo pra casa. Calma, eu me contive, mas so para voces terem uma nocao, comprei um casaquinho super legal, todo forrado e que aguentou bem os centigrados negativos que pegamos na volta (eu ja inaugurei, claro) por $15! Claro que tem que saber procurar, mas promocao aqui nao eh como no Brasil nao que a gente ve a placa bem grande anunciando os descontos e quando entra na loja eh 2%, 2,5%.

Alguns amigos foram em outros shoppings e todos estao lotados! Crise? Que crise? Pelo que a gente esta vendo, o noticiario pode estar ate anunciando que o desemprego continua em alta e que o pais ainda nao esta 100% recuperado, mas os canadenses nao deixaram de ir as compras por conta disso.

Para quem tem criancas, algumas dicas para ir com os filhos as compras e um programa legal para quem prefere nao ter a companhia dos pequenos nessas horas.

Para aqueles que precisam de um guia para fazer as compras, o calgarykiosk.ca ajuda bastante.

Enjoy!!

Dec. 6, 2009

Tempestade de neve

Sexta-feira enfrentamos a primeira tempestade de neve desde que chegamos. Considerando que esta foi a pior tempestade desde 1988, a gente ate que se saiu bem, voltando saos e salvos do trabalho e ficando aquecido dentro de casa.

De manha cedo, a gente tinha visto os alertas na televisao, mas nao tinha imaginado como uma tempestade artica realmente mudaria a cara e a rotina de Calgary. Durante o dia, trocamos alguns e-mails com o pessoal brasileiro que mora no Sul e no Norte da cidade, e a situacao era bem parecida: todos debaixo de muita (mas MUITA) neve.

Corri para o Calgary Herald para ver como estavam alguns pontos da cidade, e as fotos sao realmente impressionantes. Todos aqui no trabalho decidiram sair mais cedo e minha chefe me autorizou tambem a largar as 15h. Tudo bem que eu moro super perto, mas mesmo assim eu tenho que pegar o trem e a verdade eh que nao foi nada divertido ter todos aqueles flocoes de neve no seu rosto. Ate pra atravessar a rua foi dificil e eu fiquei com os olhos um pouquinho abertos, apenas seguindo o fluxo (rs).

Ficamos trancados em casa, apenas observando a rua se encher de neve. No outro dia, fomos dar um passeio no Chinook e pudemos ver de perto que a tempestade deixou um rastro branco por toda a cidade. A gente acha lindo, principalmente quando a neve esta bem branquinha e 'intocada', mas concordamos que o trabalho que ela da, as vezes nao compensa a vista (rs).

Algumas batidas foram registradas por conta do pessimo estado das rodovias e hoje, segunda-feira, todos foram aconselhados a sair mais cedo de casa a fim de limpar o carro (leia-se tirar a neve de cima dele) e evitar os congestionamentos terriveis que acontecem por todos estarem mais cautelosos. As 7h da manha, a temperatura estava em -27 C com sensacao termica de -35 C! Imaginem o quao divertido deve ser tirar a neve de frente da casa (obrigatorio) e do seu carro debaixo de um frio desses!

Para finalizar, todos estao me dizendo que essa neve toda eh atipica, mas o frio nao. E o inverno oficialmente nem comecou...

Video sobre a nevasca aqui.

Dec. 2, 2009

Olhando para tras

Quando a gente chega para viver uma nova vida, num pais estranho e distante de todo mundo que te conhece, eh preciso tempo. Tempo para se distrair, para conhecer pessoas, para se apaixonar pelo seu novo lugar, para a saudade doer menos, para, enfim, recomecar.

Entre todas as obrigacoes que tivemos que cumprir quando chegamos, decidimos que precisavamos conhecer a cidade sem se preocupar com documento que deu errado ou procurar emprego ou o prazo para procurar apartamento que tava super apertado. A gente acordava cedinho, colocava uma roupa e ia pra rua. Passavamos o dia inteirinho andando em lugares que davam em lugar nenhum, tirando fotos, desperdicando o maravilhoso C-Train porque - claro - nao sabiamos usa-lo e nos convencendo cada vez mais que viemos parar no lugar certo.

Robinho nos ajudou muito nisso, nos mostrando cada canto preferido dele e nos contagiando pelo amor que ele sente por essa cidade. Vimos que uma coisa que eh muito importante para quem chega, eh ter alguem para te dar dicas, para perguntar no meio do dia se voce ta bem, se precisa de alguma coisa. Claro que muitos sobrevivem sem isso, mas no nosso caso, isso fez toda a diferenca e conseguimos apenas coisas boas atraves desse amigo que tanto nos ajudou no inicio da nossa adaptacao.

Sabe aquele negocio que voce sempre le nos blogs que o processo nao eh nada, que o que estar por vir eh muito maior do que reunir papelada, entrevista, a espera do visto? Pois eh, tudo verdade. Olhando pra tras enquanto escrevo esses posts, eu vejo como passar por esse processo de imigracao no seu pais, no seu idioma, com familiares e amigos que te conhecem ha tempos eh diferente do que estamos vivendo nesse minuto. E gracas a Deus, a gente pode dizer que o presente eh muito melhor.

Dec. 1, 2009

Stampede

Chegamos em pleno verao. A cidade se enche de festas e shows e tudo eh motivo para estar do lado de fora. Claro que como estavamos vindo de um lugar quente, nem demos muito valor ao sol e a viver a vida outside, mas tinha lido em outros blogs como a galera enlouquece nessa epoca. E nao era mentira.

Ir no Prince's Island era certeza encontrar varias pessoas estiradas no chao, recebendo o calor do sol. Muita gente caminhando, correndo, milhoes de bicicletas, um show de cores e vibracoes. Pelo que pudemos ver, o Stampede veio aquecer ainda mais a cidade.

Por definicao, o Stampede se considera O maior show ao ar livre da Terra (porque claro que ainda nao viram o nosso Carnaval). O festival acontece todo verao, durante dez dias e eh uma especie de rodeio com varias atracoes musicais, competicoes agricolas e exibicoes de animais que atrai cerca de 1.2 milhoes de visitantes a cidade.

Pudemos ver de perto como as pessoas aqui se envolvem com a festa. Vimos varias pessoas vestidas de cowboys e cowgirls pela cidade, curtindo a Stampede Parade, o grande parque de diversoes montado para o festival, indo aos shows ou simplesmente olhando para o ceu as 23h que eh quando ocorre o espetaculo diario de fogos de artificio para encerrar o dia.

As vitrines das lojas e ate dos predios de escritorio se encheram de adesivos e desenhos (descobrimos depois que eles fazem isso em todos os feriados) country e os restaurantes e bares tambem entraram no clima com varios rolos de feno e tudo o mais que lembrasse um rodeio. Pela primeira vez entendemos o porque de Calgary ser chamada O Coracao do Novo Oeste Canadense.

Fomos ver de perto o lugar montado para o Stampede, o Stampede Park, localizado no centro da cidade e ficamos realmente impressionados com a estrutura: eh gigante! Alem disso, o verao misturado com esse clima de festa, nos fez lembrar varias vezes o nosso Brasil. Tudo bem que a temperatura caia de vez em quando, mas nada que um casaquinho nao resolvesse.

Para o ano que vem, se for possivel, vou tentar voluntariar ou trabalhar durante a festa. O pessoal me pareceu bem divertido e eh sempre bom conhecer mais e mais pessoas.

“Boy, howdy!"

Oct. 7, 2009

A chegada

O ruim de recomecar apos quase quatro meses (o teclado esta desconfigurado) eh ir lembrando do que se passou porque muita coisa mesmo aconteceu e tem acontecido desde a nossa chegada. Lembro que depois que Robinho foi nos buscar no aeroporto, ele parou ali perto do Prince's Island, numa rua alta que da pra ver a cidade e mostrou o lugar que a gente escolheu pra morar.

Ficamos um tempinho parados contemplando a vista e nesse momento eu agradeci mentalmente pela oportunidade de viver tudo isso. A primeira vista, o centro de Calgary parece imenso, mas aos pouquinhos voce vai descobrindo que nem eh tao grande assim, que predios altos com suas janelas de vidro, dividem espaco com contrucoes mais antigas. Que voce pode passear em qualquer direcao e voce vai sempre encontrar uma praca linda, um jardim ou o Prince's Island.

No inicio, a gente nao sabia pegar o C-train, claro. Robinho explicou umas trocentas vezes mas, com medo de se perder (logo mais a gente descobriria que eh muito impossivel se perder aqui no centro), a gente andava e andava e andava. No final do dia, a gente estava tao cansado que parecia que tinhamos vivido uns 10 anos em 12 horas. Mas eu nem posso dizer o quanto isso foi bom. Conhecemos muitos lugares da cidade em apenas alguns dias, conseguimos tirar toda a nossa documentacao em tempo recorde e ainda achamos nosso apartamento em um lugar muito legal para quem nao tem carro e tem ciencia que mora em uma cidade fria a maior parte do ano.

Falo mais aqui do centro porque eh onde nossa vida acontece, mas tivemos a oportunidade de conhecer outros lugares mais afastados gracas aos amigos que ja chegaram ha um tempo e moram por la. Cada lugar mais lindo que o outro. Sabe aquelas ruas de filme, com casinhas uma ao lado da outra, sem muro e com criancas brincando na frente? Isso eh uma realidade aqui.

Em pouco menos de uma semana a gente teve certeza que escolhemos o lugar certo para viver e a cada dia, como voces vao poder ver, a gente gosta mais e mais daqui.

Aug. 16, 2009

Primeira edição

Para quem já nos conhecia do Brincando no Gelo, nós não somos nenhuma novidade. Para quem nunca nos viu antes, segue:

Claudia Garcia
Jornalista, 29 anos, geminiana, devoradora de livros e moradora de Calgary, na província de Alberta, Canadá.

João Azevedo
Analista de sistemas, 29 anos, do signo de aquários, craque do futebol e morador de Calgary, na província de Alberta, Canadá.

Começar esse blog tem sido um plano adiado desde o dia em que chegamos aqui. Queríamos continuar contando para os outros, nossas impressões sobre tudo o que estamos passando, mas ao chegarmos, são tantas coisas diferentes para experimentar, que decidimos viver mais e falar menos.

Agora que a rotina parece querer bater na porta, tentaremos recomeçar por aqui também. Assim como a nossa casa de verdade, aos poucos vamos ajeitando essa daqui, tornando-a confortável para quem entra. Nossa intenção é mostrar Calgary, os costumes, as culturas (isso mesmo, no plural), fotos, e tudo o mais que der na nossa telha.

Enjoy!