Jun. 28, 2010

Procurando apartamento

Como faz 1 ano que estamos aqui, decidimos nos mudar para um apartamento maiorzinho. Este que estamos, fica no centro mesmo de Calgary e, apesar de ter sido a melhor escolha do mundo quando chegamos, agora que temos um carrinho, achamos desnecessário ficarmos tão próximos do C-train e ônibus.

Pensamos primeiro em alugar uma casa, mas logo desistimos da idéia. Além de não termos filhos, os custos de aluguel para quem mora em uma casa é maior do que para quem mora em apartamento (geralmente as utilities - energia, aquecedor - não estão inclusos). Voltamos ao plano inicial de alugar um apartamento e começamos a procurar no rent faster. Pra gente, esse é o melhor site para quem procura apartamento para alugar em Calgary.

Outro método que funciona é sair pelas ruas com o telefone e um bloquinho na mão. Muitos prédios colocam plaquinhas de for rent na frente, muitas vezes descrevendo se o que tem é de 1 ou 2 quartos e o telefone junto. Geralmente, o escritório que gerencia o prédio fica dentro do próprio prédio, então, se você der sorte, já consegue ver o apartamento na mesma hora. Caso contrário, eles marcam um appointment para outro horário. Aqui existe corretora sim, mas não é que nem no Brasil onde é muito mais fácil entrar em contato com uma. Dá pra fazer tudo por você mesmo!

Outra coisa que é muito importante, é sentir de verdade o apartamento. Porque por mais que ele pareça lindo pelas fotos, muita gente aqui fuma e tem gato. Fora isso, é sempre bom checar se tem garagem coberta, porque tirar neve do carro durante o inverno não é nada divertido. Ver também se o aquecedor está incluso é importante pois durante o inverno a gente deixa ele ligado 24 horas por dia. Claro que se for perto de transporte público é um plus...

Enfim, isso tudo é super pessoal e eu quis dividir com vocês porque dá pra ter uma noção de como é a procurar apartamento aqui em Calgary. Dependendo do esforço, é possível encontrar em até 2 semanas. Agora no verão tem vários pelo centro... é a época que o povo aqui gosta de se mudar - e que o tempo também permite.

Referências e o security deposit (que geralmente é o valor de 1 ou 2 aluguéis) muitas vezes basta para alugar apartamento, mas tem gente também que pode ficar de pé atrás pela falta de histórico de crédito no país. No nosso caso, isso ocorreu com um dos apartamentos que estávamos vendo, logo no início, e a sensação não é das melhores. Ainda bem que encontramos um do jeito que queríamos e que aceitou nossas referências + 1 mês de aluguel adiantado. O outro que perdeu inquilinos tão legais e pontuais ... rs.

Espero que tenha ajudado em alguma coisa e se alguém mais quiser partilhar experiências, acho que sempre ajuda pra quem ainda está chegando.

Jun. 21, 2010

Weekend

Fim de semana mostrando (mais uma vez) os lagos e lugares lindos que a província que a gente mora tem pra oferecer.

Primeiro, fomos no Lake Louise e ele estava lindo e lotado de gente! Uma coisa que a minha sogra observou - e que talvez a gente nem perceba mais por estarmos acostumados - é a quantidade de idosos frequentando o lugar e fazendo trilhas, se arriscando mesmo! É muito legal ver que aqui, idade não impede ninguém de fazer nada.



Lake Louise

Tentamos ir com a minha cunhada no Lake Moraine (lago mais lindo que já fui até agora) mas ele estava bem congelado e a temperatura estava muuuito baixa e decidimos correr de volta pro carro. Voltamos e deu direitinho pra minha sogra ver que depois de descongelar, ele fica azul assim:

Lake Moraine

E domingo teve jogo do Brasil!!!! Fomos assistir na casa de um casal de amigos e com o calor que fez ontem, o clima era total de Brasil - sem falar no churrasco e na cerveja gelada (e brigadeiro de sobremesa!).

Depois, como quem nao vê o sol há uns seis meses, corremos pro Stanley Park pra aproveitar o resto do dia lagartixando e - como quem ter calor, tem sede - fomos pra nossa sorveteria favorita e pintamos ela de verde e amarelo.


Que venha o verão!!!

Jun. 16, 2010

Primeira apresentação em inglês

Ai foi tão legal ontem o último dia de aula da cadeira que eu paguei. Primeiro que tive que apresentar meu projeto (aliás, nosso porque era em grupo) em inglês, na frente da sala de aula.

Na penúltima aula, eu tinha avisado ao professor que estava mega-super ansiosa por isso porque era a primeira vez que me apresentaria em outro idioma e ele, todo engraçadinho e fofoqueiro, citou isso pra sala de aula e perguntou ao povo se eles seriam muito malvados conosco (outra amiga brasileira também faz esse curso comigo)! Morri né? Agora eu sabia que eles sabiam que eu não sabia! (rs)

Treinei bem direitinho em casa e fui lá, cheia de coragem. Não gaguejei apesar de, no finalzinho, ter trocado um in por of - preposição eu te odeio tá? -, mas disse sorry e me corrigi. A minha amiga brasileira conseguiu falar tudo bem lindo, apesar de estar muito nervosa também. No final da apresentação (tinham duas canadenses no meu grupo), o professor elogiou bastante a nossa postura e outro aluno disse que se não tivéssemos dito que era a nossa estréia no mundo das apresentações, ninguém teria percebido (obrigada professor fofoqueiro).

De lá, fomos quase todos comemorar o feito num bar da universidade. Cheeeeio de menininhos e menininhas e a gente se achando os universitários descolados hahahaha. Brindamos ao fim do curso e eu soltei um "to Brazil", no que fui devidamente acompanhada por todos (e viva o 2x1)!

Agora é esperar que as próximas cadeiras sejam tão ou mais legais do que essa.

Jun. 15, 2010

World Cup 2010

Ok, todo mundo sabe que eu tenho um marido doido por futebol. Durante a Copa do Mundo, ele realmente endoida de vez. Acordar de madrugada para assistir os jogos, inventar que está doente e pedir férias na época dos jogos? Ele já fez tudo isso. Esse ano, o jeito foi pegar uns dias livres e sair espalhando nos dias em que o Brasil joga (apesar que ele curte ver até Coréia x Grécia).

Aqui no trabalho o pessoal me viu de camisa do Brasil na sexta-feira passada e agora todos os papos giram em torno da Copa do Mundo. Eles acham que por ser brasileira, eu saco tudo de futebol e minha opinião sobre quem vai ganhar os jogos é lei. Bem diferente de quando trabalhava lá no Brasil, onde minha opinião era somente mais uma (e nunca era levada em conta btw). Agora, é high-five pra lá, go Brazil go pra cá e eu torcendo pra nossa seleção não fazer feio e ganhar dos coreanos - que por sinal, não tem nenhum perdido por aqui.

João, neste momento, está com os amigos, fazendo churrasco e esperando o hino nacional para cantar junto. Tirou o dia de folga e foi pra galera. Eu, por outro lado, estou trabalhando (alguém precisa pagar as contas nessa casa), mas já avisei por aqui que na hora do jogo não saio da frente da televisão nem por 10 reais e uma cocada. Quem quiser torcer junto será more than welcome, mas sem fazer barulho e eu já avisei isso por aqui também. Comparei o momento com a Stanley Cup e foi somente assim que entenderam.

E pra completar, hoje tem último dia de aula na universidade e eu estou mega feliz por ter chegado ao fim da primeira cadeira (paguei apenas uma pra 'sentir' o clima e ver se conseguia acompanhar). Achei muito legal o método de ensino, o livro, o pessoal da sala ( aviso: gente que acha que sabe tudo tem em todo lugar do mundo), e até o english deu pra desenrolar direitinho! E agora que venham as férias de verão!!!!!!

@ U of C

Jun. 12, 2010

Há um ano atrás...

... a gente pegava quatro malas e um monte de sonhos e embarcava rumo ao Canada.

Parabéns pra nós :)

Jun. 6, 2010

Primavera

O centro de Calgary está assim: tulipas e mais tulipas por todos os canteiros. Lindo!


Jun. 3, 2010

30 anos

Primeiro aniversario bem longe de todo mundo e ainda fazendo 30 anos. Ontem ainda estava meio trisitinha, mas fui dormir pensando que deveria parar com isso porque estou onde eu sempre quis estar e vivendo a vida que sempre quis ter. Pensamentos positivos atraem boas vibrações!

Acordei com minha sogra (ela chegou!!) e meu marido me desejando coisas felizes, amigos do Brasil me ligando, mensagens fofas em todos os lugares e um presente na caixa dos correios! Quando cheguei no trabalho, tinha uma faixa enorme de Happy Birthday e já já um almoço com as meninas por conta da empresa!

Se eu acredito que foi a minha mudança de ponto de vista quanto ao meu aniversário que fez tudo ficar colorido ao meu redor? Claro! Como disse um homem bem sabido, 'Eu sou as minhas escolhas' e hoje eu escolhi sorrir! :)


A Marylin apagando a velinha nos seus 30 anos.

Se ela pode ser balzaquiana, linda e chique, eu também posso! (mantra do dia)